quarta-feira, 19 de abril de 2017

quarta-feira, 5 de abril de 2017

Deitar cedo e cedo erguer, dá saúde e faz crescer.

Pois... deitar às 23h30, adormecer à 1h30, acordar às 2h30, voltar a adormecer, acordar às 4h30, voltar a adormecer, acordar às 6h45, voltar a adormecer, acordar às 7h45 ... e resolver não adormecer mais e levantar-me!

Não sei que saúde é que isto me deu... pois estou completamente estoirada... mas pronto.

É melhor ir-me despachar para a reunião!

segunda-feira, 3 de abril de 2017

Parabéns meu Grande Amor!

Há nove anos atrás a esta hora começava o meu caminho. Um caminho que até hoje foi o mais difícil que percorri, mas que no final foi o mais feliz e gratificante de todos. Hoje eu percebo o porquê de não ter sido fácil e agradeço por isso. Tu vales cada minuto de medo, angústia e dor que eu vivi naquela manhã. E se fosse hoje voltaria a passar por tudo outra vez.
O amor incondicional e infinito que sinto por ti supera tudo e todos. És uma criança muito especial, inteligente e boa. Tens um coração enorme, do qual eu me orgulho todos dias. És teimoso e tem dias que me tiras do sério, mas até isso eu agradeço. Tiras-me o chão debaixo dos pés cada vez que me surpreendes com as tuas análises psico-afetivas. Tão pequeno e já tão grande.
Todos os dias peço a Deus que me ajude nesta nossa caminhada juntos. Que me oriente para que eu te deixe crescer no teu ritmo normal. Não quero que crescas depressa demais. Quero que vivas, te divirtas, que saibas lidar com as frustrações da vida e que no final vejas que podes sempre ser feliz.
No que depender de mim tudo farei para que isso aconteça... uns dias à tua frente, para te proteger, outros dias atrás, para que possas cair sozinho, mas sempre ao teu lado, para saberes que eu estarei sempre lá para te ajudar.
Desejo-te que a vida te sorria sempre meu filho e quando não sorrir, terás que ser tu a sorrir por ela. ☺
Amo-te muito e obrigado por me permitires viver o verdadeiro amor incondicional ❤❤❤😙

domingo, 2 de abril de 2017

Há quase 9 anos atrás...

Há nove anos atrás esta seria a tua última noite na minha barriga. Tudo estava preparado para te trazer para os meus braços daqui a algumas horas. Sentia-me ansiosa, mas segura. As horas que dormi foram muito poucas, pois aproveitei grande parte da noite para conversar contigo e para me despedir da minha barrigona.  Sentia-me tão feliz, estava desejosa de te ver, de te cheirar, de te sentir. Porém de manhã as coisas alteraram-se e tivemos que ceder a nossa cesariana para uma urgência. Afinal só nascerias amanhã e eu teria mais uma noite para te ter bem juntinho de mim, no nosso ninho! :)
Estar grávida de ti foi uma das melhores fases da minha vida e hoje percebo porquê. :)
Amo-re F.

sábado, 1 de abril de 2017

Serei só eu?

Não sei se é um traço característico de todas mulheres, mas a verdade é que comigo nunca falha... o meu sexto-sentido.
Eu sinto-o a correr no sangue e não o consigo controlar. É um feeling que vem de dentro e que raramente me engana. Quem me dera que me enganasse!
É tão real que às vezes eu já o partilho com as pessoas para alívio de consciência. Embora por vezes seja muito divertido ver o factor surpresa/medo na cara de algumas pessoas. Lol
Por isso eu digo, .... não vale a pena tentarem "enganar-me", pois sou uma mulher prevenida... pelo meu Sexto Sentido. 😉

quinta-feira, 30 de março de 2017

Gelinho #8


Rosinha claro para dar as boas vindas à Primavera...e a tantas outras mudanças !boas! que se avizinham! ;)

Gelinho #7


O primeiro do ano...cinzento como tempo... assim como de outras coisas...